segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Ordenados nos Transportes

Parece estar (novamente) o "caldo entornado", com a notícia de que o Governo se prepara para cortar nos ordenados das empresas de transportes, como a Carris, STCP, e os Metros de Lisboa e Porto.

Se é verdade que já muitos cortes se têm feito ao longo dos anos, que fazem com que muitos trabalhadores destas empresas já não têm aumentos efectivos há muito tempo; por outro lado fico pasmado ao ouvir falar dos ordenados médios que -dizem- ali se praticam: ordenados médios de 2000, 3000, e 5000 mil euros! Com os seus administradores a ganharem mais que isso, e a chegarem quase ao dobro.

Claro que ninguém gosta de "sentir" a crise na pele, e claro que alguém que se sinta ameçado a ver o seu ordenado levar (novo) corte de 20 ou 30% não achará grande piada a isso. Mas... expliquem-me lá como é que se pode admitir que no nosso país, e à nossa custa, possam existir empregos onde se paguem bónus extra apenas por... comparecerem ao trabalho!?!

O bónus por aparecer no trabalho já existe! Chama-se "ordenado"! Se faltarem não recebem, e se abusarem deviam ir para a rua! Pura e simplesmente.

Portanto, desculpem-me lá... mas realmente isto tem tudo que dar uma grande volta. E se é apenas natural que se queiram ordenados justos, também me parece que há que dar a mão à palmatória quando se ganham bónus apenas por fazerem aquilo que já estão a ser pagos para fazer...

(E não me refiro apenas às empresas de transportes públicos, mas sim a todo e qualquer cargo onde isso exista... e à nossa custa!)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails