sexta-feira, 4 de maio de 2018

Canadiano chamado Grabher fica com matrícula personalizada revogada por ser considerada ofensiva


No Canadá os cidadãos podem pedir matrículas personalizadas para os seus veículos, mas nem sempre a coisa corre bem. Que o diga Lorne Grabher, que desde 1991 tinha uma matrícula com o seu último nome "Grabher"... que agora foi revogada com a justificação de que a sua matrícula poderia ser considerada ofensiva para as mulheres - em virtude da popularidade que o "Grab her" obteve devido a Donald Trump.

O caso está agora em tribunal, com o senhor a perguntar se, segundo esses mesmos argumentos, terá que remover o seu nome das listas telefónicas, do nome da empresa da sua esposa, e do seu bilhete de identidade... Adicionalmente, o seu filho também tem uma matrícula "Grabher" registada noutro estado e, até à data, não foi cancelada.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails