domingo, 2 de outubro de 2016

França proíbe a venda de copos descartáveis de plástico


Os utensílios descartáveis de plástico tanto podem ser visto como algo útil, como um excesso do comodismo e consumismo sem qualquer preocupação com o ambiente. Seja como for, é de esperar que a proibição estreada em França em breve se alastre a mais países.

A França vai proibir a venda de copos, talheres e pratos de plástico com o objectivo de reduzir a poluição e o volume de lixo não reciclado que vai parar aos aterros. A medida junta-se a outras, como o proibição dos sacos plásticos no comércio, mas não representa um corte radical: continuarão a existir copos descartáveis e demais utensílios, mas até 2020 terão que conter um mínimo de 50% de materiais de origem vegetal e serem biodegradáveis - valor que aumentará para os 60% em 2025.

Penso que é uma medida que há muito deveria ter sido tomada, pois a utilização dada a estes utensílios - e aos copos em particular - é daquelas coisas que considero chocantes. Bastará espreitar o saco do lixo ao lado de um dispensador de água num local movimentado, para ver as dezenas ou centenas de copos que se lá se vão acumulando diariamente, e que serviram apenas para que uma pessoa bebesse apenas uma vez (e muitas vezes, no caso de salas de espera, a mesma pessoa poderá facilmente usar e deitar fora 2 ou 3 ou mais copos!)

Uma medida que talvez tivesse um efeito prático ainda mais marcante seria simplesmente aplicar uma taxa de 5 euros a cada copo de plástico, prato ou talher, e certamente se encontrariam soluções bem mais eficientes que os dispensassem. :P

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails