sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Jovem chinês condenado a prisão perpétua por comprar armas de brincar


Há brincadeiras que nunca se esquecerão, e que o diga o jovem Liu Dawei de 18 anos, que comprou 24 réplicas de armas de brincar, e que por causa disso terá que passar o resto da vida na prisão.

Liu certamente estaria longe de imaginar que a polícia iria considerar 20 das 24 armas de brincar como sendo armas a sério, o que lhe valeu uma acusação de tráfego de armas e a pesada sentença. Mas o problema não está na polícia, mas sim na definição do que constitui uma "arma real"na China. A lei chinesa determina que qualquer arma que dispare um objecto com uma energia de 1.8j/cm2 seja considerada uma arma a sério. Para referência, é basicamente o equivalente a alguém atirar um feijão contra outra pessoa - um valor substancialmente mais baixo que o que é adoptado por outros países (e até na China esse valor era de 16j/cm2 até 2008).

Mais absurdo ainda é que a sentença poderia ter sido a pena de morte, mas o juiz terá tido em consideração a juventude a ausência de antecedentes, para comutar a pena para "apenas" prisão perpétua. Da sua parte, Liu, que já recorreu da sentença, disse que se prontificaria para ser fuzilado com as armas que comprou, e que se morresse seria a sua admissão de culpa.. :P

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails