domingo, 26 de julho de 2015

Ser político é melhor que acertar no Euromilhões


A maioria dos Portugueses gostaria de, nesta fase, ter: 1) simplesmente um emprego; 2) em que em que o ordenado fosse pago a tempo e horas; 3) ou acertar no Euromilhões. Mas parece haver uma forma que parece mais certeira de se livrarem de problemas económicos... que seria dedicarem-se à política.

É que basta olhar para os rendimentos "antes-e-depois" declarados por alguns políticos, para se ser confrontado com situações que levantarão algumas suspeitas. Ou deveremos considerar normal que pessoas que ganhavam 20, 40 ou até mesmo 50 mil euros por ano, numa questão de um ano ou dois dupliquem ou tripliquem os seus rendimentos, e ao final de uma década estejam a ganhar mais de 400, 500 ou 600 mil euros por ano? (correcção: estejam a declarar... pois, se calhar até ganham bem mais... por fora.)



Será coincidência que as tais leis que procuram investigar e combater o "enriquecimento ilícito" fiquem sempre na gaveta?

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails