domingo, 11 de janeiro de 2015

Ex-mulher recusa cheque de quase mil milhões de dólares do divórcio


Se se costuma dizer que o dinheiro não traz felicidade, penso que se poderá dizer que nalguns casos a infelicidade vem acompanhada com uma conta bem avultada, como demonstrará este caso de divórcio entre Harold Hamm, um magnata de petróleo, e a sua ex-mulher Sue Ann Arnall.

É que Sue Ann parece não se ter sentido satisfeita com um cheque de quase 975 milhões de dólares que o seu ex-marido lhe passou, e quer mais!

Ora, longe de mim querer determinar se esta módica quantia terá sido suficiente para tudo o que ela terá tido que aturar - mas... não valerá mais um cheque de 975 milhões na mão, do que a carrada de chatices que potencialmente se seguira? (Ainda para mais, o seu ex-marido já está também a recorrer aos tribunais para que seja reavaliada a sua fortuna, que devido à queda do preço do petróleo terá levado um grande "rombo".

Para ficarmos com uma ideia dos "problemas" destas pessoas: se gastássemos 50 mil dólares por mês a viver sem qualquer preocupação, este cheque seria suficiente para durar mais de 1600 anos(!), dá que pensar não dá. (E obviamente que nem teriam que se preocupar com isso, pois os juros seriam suficientes para garantir que mensalmente pudessem gastar bastante mais que estes "míseros" 50 mil dólares, sem que a vossa conta se reduzisse).



Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails