segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Pai leva filhos obcecados por jogos de guerra a ver a guerra na realidade


Temos a felicidade de viver num local onde podemos passar os dias a reclamar dos políticos, dos clubes de futebol, e de a principal preocupação ser se conseguimos baixar a conta do acesso à internet. Para um pai sueco, o pedido dos seus dois filhos para que comprasse um novo jogo de guerra foi a gota de água...

Não sei se será adequado dizer que os seus filhos estavam "obcecados" por jogos de guerra, mas para este pai sueco isso foi motivo suficiente para lhes fazer ver que a guerra na vida realidade não tem nenhum do encanto que os filmes ou os jogos de vídeo tentam fazer passar. Para isso acordou com eles que os levaria numa viagem consigo durante 10 dias, e no final, compraria o jogo (Call of Duty) que eles desejassem - se ainda o quisessem.

Uma vez que não iria colocar os seus filhos em risco de vida, o destino foi Israel e a Síria (locais que ele considerou serem os mais próximos que um "turista" se poderia aproximar da guerra sem ficar em risco de vida). E tal como seria de imaginar, a viagem foi bastante esclarecedora para os seus filhos, que viram com os seus próprios olhos o que sofrem as pessoas nestes ambientes de conflito, e onde um simples copo de água pode ser um bem mais precioso que todos os valores do mundo.

Eu sempre fui apologista que, havendo possibilidade disso, todos deveriam ter a oportunidade para espreitarem um pouco do que se passa no resto do mundo, para que não vivam com a ilusão de que todo o mundo é como a "vizinhança" que conhecem. Este é um caso extremo desta "política"... mas que não deixará de influenciar a vida destes dois jovens para o resto da sua vida (e esperemos nós que, para melhor.)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails