sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Desemprego em Alta, Natalidade em Baixa

Será caso para perguntar que tipo de análises ou previsões andam os supostos especialistas a fazer. Seria assim tão difícil imaginar que o desemprego iria subir em flecha, estando agora em 14% e não sendo segredo nenhum que irá subir ainda mais durante este 2012 que ainda vai no início?

Nem seria preciso olhar para os números das estatísticas, basta apenas olhar para o lado. Não há dia que passe sem ouvir que mais um conhecido fique sem trabalho - para não falar daqueles que mês após mês vão recebendo a conta-gotas... se é que recebem alguma coisa.

Passo a passo lá vamos caminhando para uma situação que promove cada vez mais a total paralização da "máquina" que sustenta a nossa sociedade... e espero bem que depois do exemplo grego (ainda a decorrer) e deste novo (mas completamente esperado) sinal de alerta, se assista a uma mudança de atitudes - a começar pelo fim dos adiamentos e indecisões da tomada de medidas concretas.


E se do lado da carteira as coisas estão más, pelo lado social não estão melhores. Em Portugal nascem cada vez menos crianças... numa tendência que continua a decrescer e que significa que daqui por 8, 10, ou 15 anos, teremos escolas vazias, sem alunos... que depois mais tarde se tornarão em futuros trabalhadores em número insuficiente, que promoverão a vinda de mais imigrantes para suprir as necessidades, etc. etc. Uma cadeia de eventos a longo prazo que - imagino eu - está mais que estudada por muitos mais especialistas da área.

Com tanto e tanto especialista... não sei porque motivo as coisas andam sempre tão tortas e tão cheias de "surpresas"...

Mas o que sei é que quando temos um Presidente que já nem tem a coragem de enfrentar cara-a-cara os jovens de uma escola secundária, e que no dia seguinte vai para uma conferência sobre o "Nascer em Portugal"... é sinal que algo vai mesmo muito mal.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails