sábado, 17 de setembro de 2011

Dívida na Constituição


Não ponho em causa que entre os nossos políticos se encontrem pessoas capazes, e cheias de boas intenções... Mas por outro lado, às vezes ouço-os dizerem coisas que me fazem pensar se estas "criaturas" vivem no mesmo plano existencial que o resto do "povo" que por cá habita.

No outro dia, a propósito da alteração da constituição para que nela ficasse definido um limite ao endividamento - algo que me faz lembrar o tipo de coisa que nos EUA os faz ter instruções do tipo: não usar esta máquina de lavar roupa para dar banho ao seu bébé ou anima de estimação - que é o mesmo que dizer: é algo que está implícito e será lógico para qualquer pessoa sã com dois dedos de testa!

Mas então, dizia eu, um qualquer senhor defendia que isso devesse estar na constituição... (Ok, cada um tem direito à sua opinião)... Mas, logo de seguida, veio com o seguinte argumento:
"Ah, mas claro que se tem que considerar que haja situações em que tal não seja possível, e se tenha que ultrapassar esse limite!"

... duh??

Então... vamos fazer uma lei, ou alterar a constituição, para evitar fazer algo - mas que vai desde logo contemplar que afinal pode não ser possível fazê-lo e como tal tem que haver excepções?...

Parece-me ser mais um caso perfeito da burocracia apenas como arte de burocratizar algo sem qualquer necessidade.

... O melhor é mesmo respirar fundo e contar 10... ou melhor... 100!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails