quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

As Curvas à Esquerda

Há certas coisas que me fazem ficar estupidificado nas nossas estradas. Para além da anormalidade de certos condutores (que quanto a isso nada se pode fazer,) coisas há que facilmente poderiam ser alteradas com enormes benefícios para todos os condutores.

Para além da estupidez dos semáforos, que em muitos casos até dá dó (mas quanto a isso estou a preparar outro post,) uma das coisas que mais me irrita são os carros parados em plena faixa de rodagem para virarem à esquerda.

Bastam um ou dois destes veículos, em posições estratégicas nas vias de rodagem, para encravarem completamente o fluxo de trânsito.

Ora, o que me surpreendeu foi ler uma notícia de uma grande empresa que também chegou a essa conclusão, nada mais nada menos que a UPS.
Se para nós, essas situações são um mero incómodo, para os 95 mil veículos de entregas que a UPS tem a circular diariamente isso pesa um bocadinho mais no orçamento.

Ao considerar este factor no software de planeamento de rotas, evitando todas as curvas à esquerda desenecessárias, a UPS conseguiu reduzir drasticamente os custos e aumentar a eficiência:
No ano passado conseguiram encurtar 45 milhões de quilómetros nas suas rotas, com uma poupança de 11 milhões de litros de combustível - ao mesmo tempo que reduziram as emissões de CO2 em 31 mil toneladas métricas.

Dá que pensar, não dá?

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails