segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Vencedor das eleições 2019 é... a abstenção


Enquanto os partidos e políticos celebram os resultados das eleições (ou dizem adeus, dependendo dos casos), eu aproveito para relembrar que a maioria volta a ser do "partido" do costume, ou seja: a abstenção.

Tivemos 45.5% de abstenção, a que se somam 2.5% de votos brancos e 1.7% de votos nulos; resultando em praticamente 50% da população que preferiu deixar que a escolha fosse feita pelos restantes 50%.

É pena que só se dê valor às coisas depois de se ficar sem elas; mas é também assustador ver que os nossos partidos políticos parecem conviver pacificamente numa democracia onde o suposto "voto da maioria" já está desde logo reduzido a metade dos eleitores, fazendo com que as verdadeiras percentagens que são atribuídas aos partidos sejam metade daquilo que são apresentadas.


Se não quiserem tornar as eleições obrigatórias, ao menos que considerem implementar alguma forma de tentar apelar aos votos (embora compreenda que a maioria desta "maioria" provavelmente não vai votar simplesmente porque não acredita em nenhum dos partidos e políticos que ali estão... e isso é um problema de resolução bem mais complicada.)





Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails