sábado, 23 de junho de 2018

O estranho caso do homem que não conseguia arrotar


Discretos ou ruidosos, acidentais ou propositados, os arrotos fazem parte do quotidiano, a não ser nas raras excepções como a de Neil Ribbens, um britânico de 34 anos que durante mais de três décadas não conseguiu arrotar - até finalmente ter sido curado através de uma injecção de botox na laringe.

A situação poderá parecer cómica, mas podemos acreditar que não tinha piada nenhuma para ele. O arrotar é um processo fisiológico natural para libertar gases do estômago durante a digestão, e se por algum motivo não puder ser libertado, poderá causar agonizantes dores abdominais. Recorrer aos médicos também não serviu de muito, com grande parte deles a serem bastante cépticos quanto às suas queixas (alguns até se rindo dele), e os poucos que o tentavam ajudar, receitarem medicamentos ou procedimentos que nunca fizeram qualquer efeito.

Só recentemente Neil conseguiu encontrar um cirurgião que não só estava familiarizado com estranha estranha e rara condição, como tinha desenvolvimento um tratamento através de uma injecção de botox nos músculos da laringe. Ao final de mais de 30 anos de sofrimento, Neil pode finalmente arrotar... e ao contrário das utilizações de botox para tratamentos cosméticos, onde são necessárias injecções periodicamente, aqui o efeito é permanente e deverá permitir que Neil possa viver o resto da sua vida sem se preocupar com a impossibilidade de arrotar.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails