sábado, 17 de março de 2018

Tribunal romeno diz que homem está morto por não ter contestado certidão de óbito a tempo


Constantin Reliu é um romeno que está numa situação caricata, pois o tribunal do seu país declarou-o morto e sem hipótese de "voltar à vida".

O senhor tinha emigrado para a Roménia em 1992, e desde então terá deixado de ter contacto com a sua família; fazendo com que, anos mais tarde a sua esposa pedido um certificado de óbito para anular o seu casamento e poder casar de novo. Mas este ano tudo mudou, quando as autoridades turcas o deportaram para o seu país natal devido a ter os documentos expirados... e qual não foi o seu espanto quando na Roménia foi detido por... ter morrido em 2003.

Constantin ainda recorreu aos tribunais para regularizar a sua situação, mas o tribunal diz que já passou o prazo legal para contestar a sua certidão de óbito, e que portanto permanecerá "morto" - e agora, sem possibilidade de recorrer nem fazer nova tentativa.

... Mais um dos casos que nos demonstra que a realidade ainda consegue superar a ficção! :)


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails