sábado, 7 de maio de 2016

Diplomata português detido em Bruxelas por fotografar sede da Comissão Europeia


É triste ver o quanto a política do medo faz transformar a sociedade, que usando a desculpa do combate ao terrorismo acaba por tratar todos os cidadãos como potenciais terroristas até prova em contrário - em vez de os tratar como cidadãos até que se demonstre não ser o caso. Que o diga Rui Boavida, diplomata português, que viu essa regra ser-lhe aplicada na pele depois de fazer algo tão "perigoso" como tirar uma foto da sede da Comissão Europeia.

Foi uma fotografia que lhe valeu uma detenção pouco meiga por parte da polícia de Bruxelas, que nem sequer se deu ao trabalho de calmamente tentar verificar o que se passava (e ainda passou mais de meia hora na esquadra, até que tudo fosse esclarecido). Neste caso, ainda se pode considerar que teve sorte, pois a polícia lá aceitou a confirmação da representação portuguesa - mas imagine-se quanto mais tempo (e que tratamento poderia ter) se fosse um vulgar cidadão anónimo que estivesse de visita à cidade, e que estivesse a simplesmente tirar fotos como qualquer turista.

... Aos poucos lá vão desaparecendo as diferenças entre quem ataca a nossa sociedade e aqueles que dizem protegê-la?


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails