terça-feira, 23 de setembro de 2014

Homem "santo" mata seguidor para demonstrar que o conseguia ressuscitar


Normalmente diz-se que não se deve discutir religião... mas pelo contrário, quando se vê ao ponto que as coisas chegam, bem preciso é discutir - e principalmente: informar! No Paquistão, um alegado "homem santo" ganhou tal fama e número de seguidores, que achou que os seus poderes miraculosos estavam a atingir níveis supremos e que incluiriam a capacidade de ressuscitar os mortos.

Por isso decidiu meter mãos à obra, e em vez de esperar que um dos seus seguidores morresse, optou por ter um papel mais activo na demonstração, matando um deles (que se voluntariou para a coisa!) - e ainda por cima tendo como requisitos de que deveria ser casado e com filhos.

Ora... nem será necessário dizer que a demonstração correu mal, e que o voluntário assassinado permaneceu morto. Mas demonstrando que isto das religiões transcende até a racionalidade, a irmã da vítima (também seguidora do mesmo "santo"), diz que não há motivos para ficar triste porque o seu irmão foi para o céu.

Tudo bem então... agora só falta ver se as autoridades e os tribunais também acham o mesmo no julgamento deste "santinho".

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails