sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Combustíveis Caros e Baratos: É tudo a Mesma Coisa


A DECO parece ter finalmente decidido fazer alguma coisa pelos consumidores (para além de mandar spam indevidamente) - ok, estou a ser mauzinho, há bastantes coisas que eles têm feito - e decidiu deitar o olho a uma situação que certamente já terá passado pela cabeça de todos os portugueses na hora de abastecer o seu automóvel: será que os combustíveis "premium" realmente têm todas aquelas vantagens superiores aos combustiveis "normais"? E que dizer dos combustíveis mais baratos nos hiper-mercados, serão de pior qualidade?

Segundo os testes realizados pela DECO, é tudo "igual ao litro" - ou seja, não há qualquer diferença significativa no consumo, nem a nível dos resíduos deixados no motor.

A DECO entende que estamos perante uma prática comercial desleal, onde as promessas de menor consumo, menores emissões poluentes e maior proteção do motor com poupanças futuras não passam de marketing para cobrar mais uma dezena de cêntimos em cada litro sem qualquer benefício real.

Portanto, da próxima vez que tiverem com alguma dúvida sobre se deverão optar pelo combustível mais caro... lembrem-se deste teste e aproveitem para poupar alguns euros.

4 comentários:

  1. Eu agora abasteço sempre nas low cost, sempre!

    ResponderEliminar
  2. Confiar num estuda da DECO????? Por favor, a DECO e já vi a metodologia deste estudo, só faz erros, não faz ramdomização, nem amostras convenientes, faz os mesmo erros que fazem os mythbusters (que gosto de ver) e não são credíveis. Não eu não trabalho na GALP mas não gosto de ver falácias e esta é mais uma, ainda estou à espera de um estudo convivente que me demonstre que não existe diferença nos combustíveis porque dois carros menos dizem o contrário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. dois carros meus... era o que eu queria dizer :)

      Eliminar
  3. A Deco investigou especificamente o gasóleo e aqui este artigo generaliza para os combustíveis todos. É aí que falha... na gasolina, nota-se a diferença (eu noto), talvez no gasóleo isso já não aconteça como aponta a DECO.
    Mesmo assim é bonito ver estas denúncias dos podres das grandes corporações.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails