quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Caso Ensitel Jonas

O caso Ensitel Jonas continua a fazer tumulto na comunidade online. Já falei sobre isso "no outro lado", e não deixa de ser curioso ver a progressão que o assunto tem tido.

Actualização: Ensitel reconhece ter agido de forma inadequada e retirou a acção judicial!

Muita gente se insurgiu em defesa da Jonas - muitos que se terão insurgido apenas porque sim - outros tentando fazer o papel de advogado do diabo, dizendo que afinal podia nem ser bem assim; outros que se dizem portadores de todos os factos e que isto é tudo uma palhaçada; e mais tarde ainda, aqueles que dizem que isto é apenas mais uma "moda passageira", que em breve desaparecerá como tantas outras.

Ao contrário de muitos outros, eu infelizmente não consigo prever o futuro. Sei bem que é simples falar e "brincar" com a situação, porque ao fim do dia não é a mim que me sai dinheiro do bolso para pagar a advogados.

Por isso, a grande incógnita agora é esperar para ver que tipo de resposta irá dar a Ensitel - se é que se vai dignar a fazer alguma coisa (pode muito bem simplesmente "deixar andar"). Mas seria bom que o fizesse... já que o que aqui está em causa não são telemóveis ou riscos no ecrã. O que está em causa é dizer que um seu cliente os está a difamar quando simplesmente partilha a sua experiência com quem quiser ler, e exigir a retirada desses posts. (Resposta ainda mais necessária depois daquele infeliz comunicado de total arrogância, seguindo de um ainda mais infeliz segundo comunicado a comunicar que nada mais havia a comunicar).
... Dizer que não censuram a liberdade de expressão depois de terem apagado centenas de comentários na sua página no Facebook... não abona muito em seu favor, pois não?

Sim, concordo plenamente com que todos sejam responsabilizados pelo que escrevem (mesmo se muitos se sentem protegidos pela máscara do anonimato na internet), mas transformar uma má experiência de um cliente em difamação... parece-me um salto "exagerado", complemente desnecessário e contra-producente.


O que é certo é que, a ver pelo interesse que o vídeo a parodiar a situação, do Hitler a reagir ao caso Ensitel, que em pouco mais de um dia já conta com mais de 15 mil visualizações e tem "honras" de constar nos tops de vídeos mais vistos... parece que este assunto ainda vai dar "lenha" para queimar nos próximos tempos.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails