segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Hackers das Viagens Aéreas


Não se preocupem, não vou falar desse tipo de hackers do ar, mas sim de um outro tipo bem menos conhecido mas não menos interessante: os hackers voadores.

Os hackers das viagens aéreas voadores são aquelas pessoas que utilizam as técnicas mais "artísticas" para poupar dinheiro, ou ganharem vantagens, nas suas viagens aéreas.

Por exemplo, quando descobriram que podiam comprar moedas de um dólar com portes gratuitos da reserva federal americana, alguns hackers começaram a comprar milhares de moedas em transações individuais com cartões de crédito que ofereciam milhas aéreas por cada compra. Obviamente, cada moeda que acabavam de comprar servia para pagar a despesa antes sequer de terem que pagar juros; resultado: acumulação quase ilimitada de milhas aéreas gratuitas!

Um dos utilizadores desta técnica terá comprado cerca de $800.000 dólares em moedas, o que lhe valeu o estatuto "platinum-elite" na American Airlines... para toda a vida!

Deste lado do Atlântico, os clientes da British Airways têm outro tipo de tácticas, como o "salto por Lisboa."

Uma vez que a British Airways quer cativar os clientes continentais, o vôo Lisboa-Londres-Nova Iorque-Londres-Lisboa fica mais barato do que se fosse feito directamente de Londres.

Assim, os "hackers do ar" viajam até Lisboa numa companhia de baixo custo, e tiram partido da viagem mais barata. Na viagem de regresso, aproveitam a paragem em Londres para ficarem logo em casa. (Na viagem de ida têm obrigatoriamente que embarcar em Lisboa, senão o bilhete seria cancelado.)

Outra das técnicas implica registar uma caixa postal em França, para usufruirem das vantagens dadas aos clientes "continentais", que acumulam benefícios de forma mais rápida que os clientes britânicos.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails