sábado, 30 de dezembro de 2017

Caso de swatting com morada falsa resulta na morte de inocente


Parece inacreditável que num país dito civilizado um cidadão possa ser morto ao abrir a porta da sua casa a agentes da polícia, mas foi precisamente o que aconteceu nos EUA - num aparente caso trágico de "swatting" originado por uma disputa num jogo do Call of Duty.

O swatting é uma prática (ilegal) que por vezes é utilizada por "haters" para assediar pessoas que fazem streaming de jogos em directo, fazendo denúncias falsas para a polícia de que houve tiros ou homicídios na morada do jogador, para que depois possam assistir em directo à polícia a "entrar por lá dentro" (com mais efeito se o jogador estiver a jogar jogos de acção, com tiros e demais ruído em alto volume).

Mas desta vez temos um aparente caso de swatting com desfecho trágico, e que ainda por cima vitimou uma pessoa que nem sequer jogava estes jogos - pois parece ter tido apenas o azar de morar numa morada falsa que o verdadeiro visado deste ataque terá inventado.

Fica por explicar porque motivo a polícia terá atirado logo a matar assim que a pessoa abriu a porta e sem qualquer verificação adicional do suposto relato de crimes violentos... mas agora, mesmo que se venham a apanhar os culpados, já nada poderá apagar o trauma desta família, de ter tido a sua vida despedaçada - sem sentido - pelas forças policiais que seriam suposto proteger a nossa sociedade...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails