terça-feira, 25 de setembro de 2012

Ninguém Passa Cartão


Hoje é o dia em que inúmeros restaurantes portugueses decidiram "retaliar" contra as elevadas comissões cobradas pela Unicre no processamento dos pagamentos efectuados com cartões bancários, e que por isso colocarão o sistema "offline", aceitando apenas pagamentos em dinheiro.

É inegável que o pagamento "por cartão" é bastante mais cómodo e prático, e cá em Portugal podemos dar-nos ao luxo de termos uma das melhores redes de caixas de levantamento de dinheiro - que ajudarão a minimizar o incómodo - mas interessará também perguntar se realmente temos condições para que os responsáveis por tal sistema cobrem as 2ªs mais elevadas taxas da união europeia?

Como sempre, enquanto há dinheiro "com fartura", ninguém se preocupa com os cêntimos a mais ou a menos que se "evaporam" nestes serviços. Mas, quando a coisa começa a apertar... e apertar... e a voltar a apertar, ao ponto de todo e cada cêntimo começar a ser um bem precioso e contabilizável, é apenas lógico que se comecem a olhar para todos esse cêntimos evaporados para tentar evitar essas perdas.

Por muito que as pessoas não queiram voltar a andar com dinheiro na carteira, interrogo-me se a Unicre está mesmo disposta a arriscar que a maioria dos comerciantes feche mesmo as portas aos terminais de pagamento, e volte a aceitar apenas dinheiro vivo. Afinal... numa altura em que os impostos apertam, o dinheiro vivo até lhes dá a possibilidade de fazer uma contabilidade mais "artística". E assim resolvem dois problemas de uma vez só. ;P

(Claro que depois disto, só faltará os bancos aventurarem-se novamente com as tais conversas de uma taxa de levantamento de dinheiro nos multibanco, ou taxas de utilização....)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails